Luz, sombra e aurora

Quando a noite cai, os apelos obscuros da alma emergem. Anjos ou demônios, na madrugada todos se encontram: românticos, bêbados, “cracudos”, juristas, médicos, publicitários, viúvos, solteiros, prostitutas, travestis, órfãos e órfãs das sinaleiras. Por mais gracioso e ensolarado que tenha sido o dia, as cortinas das convenções fecham-se para dar espaço aos bastidores, imerso em 

Continue lendo