Sobre o IJBA

 

 

A Abordagem junguiana da Psicologia nos cursos Universitários do Estado da Bahia, era praticamente desconhecida nos meios acadêmicos na década de 90. O único curso de Psicologia existente ministrado pela Universidade Federal da Bahia, era predominantemente influenciado por três correntes:

Psicanálise Freudiana, Comportamentalismo e Gestalt.

 

Este desconhecimento começou a ser superado em 1993 quando foi criado no Instituto Junguiano da Bahia o I Curso de especialização Lato Sensu em Psicoterapia Analítica, imediatamente colocado sob a chancela da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, mantida pela Fundação para o Desenvolvimento das Ciências.

Para realizá-lo foram trazidos à Bahia docentes com competência reconhecida nos círculos junguianos do Estado de São Paulo que atendessem simultaneamente as exigências da titulação previstas na legislação do MEC.

​A realização desta especialização permitiu a expansão da abordagem junguiana para outras áreas que se constituíram em novos cursos a saber: Psicossomática, Processos Criativos e Facilitação de Grupos, Teoria Psicológica Junguiana, Arteterapia Junguiana, Psicotraumatologia e Mitologia Comparada na Psicologia Analítica. Todos reconhecidos pelo MEC.

Paralelamente a UFBA reformulou seu currículo e adotou a Psicologia Analítica como disciplina optativa e a Escola Bahiana de Medicina criou o curso de graduação em Psicologia, incluindo os conteúdos junguianos em suas disciplinas. Os egressos do curso de pós-graduação vinculados à área acadêmica, em especial, às escolas médicas da Bahia têm se utilizado dos conceitos básicos junguianos em suas disciplinas de graduação, como propedêutica médica e psicologia médica. O estágio atual da especialização em Psicologia Analítica aponta para a necessidade de criação de um núcleo de pesquisas e de um aperfeiçoamento nos procedimentos pedagógicos com base na Psicologia Junguiana.

O Instituto Junguiano da Bahia, vem oferecendo, desde 1993, cursos de especialização, extensão, formação multidisciplinar e aprimoramento cÍinico na abordagem analítica proposta por C. G. Jung, tendo sido o primeiro instituto no Estado da Bahia a dedicar-se ao ensino, pesquisa e atuação clínica na referida abordagem. Os cursos são realizados por especialistas, mestres e doutores, alguns membros da Sociedade Brasileira de Psicologia Analítica (SBPA), todos com ampla experiência e reconhecida competência em vários centros de ensino do país.