O ofício de interpretar sonhos

 Na prática da Psicoterapia Analítica, a interpretação dos sonhos é uma tarefa de grande valor clínico. Este desafio se apresenta na vida do terapeuta ainda enquanto paciente da sua própria terapia, quando deve confrontar seus sonhos. Uma grande dificuldade surge: como traduzir a linguagem onírica, aparentemente sem nexo, para a linguagem consciente na qual fomos 

Continue lendo

Os Sonhos e a Psicoterapia Analítica.

Os sonhos, para Carl Gustav Jung, famoso psiquiatra suiço, criador da psicologia analítica, sempre foram seus guias, desde a mais tenra idade, para a sua vida cotidiana, as suas escolhas, os seus medos e incompletudes. Percebeu, a partir de sua própria autoanálise, que os sonhos contêm imagens e associações de pensamentos que não criamos através 

Continue lendo

“Sonhos” de Akira Kurosawa

Quando eu era criança o meu pai trabalhava no Polo Petroquímico. A sua empresa tinha sócios japoneses, e a cada 15 dias ele dava volta ao mundo para ver o sol nascer duas vezes. Sempre disciplinado, tentou entender melhor a cabeça dos sócios mergulhando de cabeça na sua cultura. Leu livros, viu filmes e aprendeu 

Continue lendo