O trabalho do analista junguiano

O cliente chega ao consultório e se apresenta como um doente. Reduz todo o seu penar a um conceito: “Sofro de pânico”. O terapeuta, depois de uma interação empática, deixa-o à vontade para descrever como acontece nele esse sofrimento. O profissional fica atento às metáforas, que são carregadas pela narrativa do seu cliente, e observa 

Continue lendo

Sono

Ao acordarmos para a vida, notamos que estávamos dormindo e sonhando com uma existência ideal enquanto presos em uma matriz que nos faz experimentar o castigo de ver os dias se sucederem como se fossem todos iguais. Sono é uma obra do escritor japonês Haruki Murakami, que traz o relato de uma mulher de 30 

Continue lendo